quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Um espantalho



Estive durante um tempo indeterminado, de olhos fechados, envolvido pela escuridão. Não sentia qualquer parte do meu corpo, nem a mais ínfima entranha de mim. Tinha medo de estar morto. Mas não havia ali paraíso ou inferno, não eram essas as duas possibilidades de destino para aqueles que morriam? Eu estava somente rodeado por sombra, nem um fio de luz. Então eu acreditei que não estava morto. Mas algo errado se passava comigo.
Enchi-me de coragem e abri os olhos. Que raio se passava? Toda a coragem foi substituída pelo pânico. Os meus pés e mãos não passavam de… estacas! Estava coberto por umas roupas que não eram minhas, por dentro eu não era mais humano, estava recheado de palha seca que substituiu cada um dos meus antigos músculos. Perto de mim havia uma árvore. Se eu era um espantalho, impedir aves de pousar e danificar aquela árvore seria o meu trabalho, certo? Ok, mentalizei-me. Mas foi aí que me apercebi, toda a árvore já estava morta e alguns pássaros vigaristas estavam nela.
Nunca me senti muito útil quando era humano, e ao que parecia, nem para espantalho servia. Não fui nem capaz de impedir uns simples pássaros de destruir uma árvore que supus, fosse bonita. Agora entendia a razão deste chapéu me cobrir todo o rosto, um chapéu que também não era meu, mas era bom saber que o meu rosto estaria escondido. O chapéu escondia a minha vergonha estampada no rosto por não conseguir ser bom em nada.
Se tentasse traduzir tudo aquilo para o que sentia quando era humano: a árvore seria o Mundo, que era destruído pela sociedade representada pelos corvos. E eu, eu era o espantalho incapaz de cumprir a sua função. Sentia-me não um espantalho, mas sim um paspalho inútil.

(Texto baseado no medo que sinto quando penso que posso não estar a cumprir o papel que a sociedade me impôs.)

40 comentários:

  1. Oh , muito obrigada (': foi tão bom ler aquelas palavras.
    Adorei o teu blog . Adorei os teus textos. Adorei a maneira como te expressas . É tão real o que escreves. Mas todos temos uma razão para cá estar . E em breve encontrarás a tua. (':
    já te estou a seguir *.*

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo comentário e por me seguires =D
    Espero encontrar a minha razão :(
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. bela narrativa. sugeria-te não justificares a tua escrita. Não o precisas de fazer e deixarias aos teus leitores a oportunidade de reflectir sobre as palavras. Just my 2 cents. abraço

    ResponderEliminar
  4. RuteRita: Depois diz a palhaça que te anda a plagiar >.>
    Speedy: Obrigado, por acaso, vou pensar em deixar de colocar a fonte de inspiração. Tens razao =D. Abraço

    ResponderEliminar
  5. boa forma metaforica de escrita (:

    ResponderEliminar
  6. vera: Obrigado hehe. De onde este veio há mais, muito mais ^^
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. - Texto simplesmente fantástico! Mas eu sempre achei que não existem pessoas inúteis, nem mesmo aquelas incapazes fisicamente! Todos temos o nosso papel, e o teu não será certamente salvar nada, mas ser salvo talvez! Deixa acontecer! (:

    ResponderEliminar
  8. WooW Fantástico! Estou completamente fascinado com o que escreves. Gosta da maneira como acabas os posts. Assim o leitor não pode tirar conclusões erradas do que escreveste.

    Acho que todos nos sentimos uns espantalhos de vez em quando. Aliás, diria até que só seremos bem sucedidos quando passamos até mesmo pelo papel de espantalho. Não te preocupes com isso, cada coisa a seu tempo.

    Abraço ;)

    ResponderEliminar
  9. Simplesmente amei o texto! E lembra-te , todos temos uma razão para cá estár!!

    beijinho

    ResponderEliminar
  10. bom texto, sim senhor ;
    ainda bem que não sou o único rapaz a escrever coisas filosóficas about life. continua :)

    ResponderEliminar
  11. Esta muito bom :D

    e eu sempre ouvi dizer: Onde há luz è sombra.

    ResponderEliminar
  12. Oh thanks a todos :$
    Tiago, claro que não és o único. Eu não deixava tu ficares sozinho com os louros xDD tou a brincar.

    ResponderEliminar
  13. Quem te impõe o quê!? Ainda mais na flor da juventude! ;)

    A sociedade é aquilo de que rodeias. Mesmo que parece que não o podes controlar, acredita, podes.

    No ensino secundário uma professora pedia-nos vários tipos de textos e esse lembrou-me um que fiz - o objectivo era ser alternativo, surreal.

    Agora o que me escapou... Tu explicas o texto...

    O que é realmente a árvore? Que mundo tens medo que se destrua? Ou então - O que anseias proteger?
    Continua a escrever... ;)

    ResponderEliminar
  14. Ok, só li os comments agora e quero só dizer mais uma coisa em resposta à Vera, posso?
    "Vera disse...

    - Texto simplesmente fantástico! Mas eu sempre achei que não existem pessoas inúteis, nem mesmo aquelas incapazes fisicamente! Todos temos o nosso papel, e o teu não será certamente salvar nada, mas ser salvo talvez! Deixa acontecer! (: "

    Vera, deixa-me que te diga que tenho um familiar deficiente e que não podia concordar mais contigo. Aliás, atrevo-me a dizer que ele é a alma da família. Não há pessoas inúteis. :D

    ResponderEliminar
  15. Vasco: A árvore seria o Mundo. Aquele Mundo que é usado e abusado pela sociedade que temos até à exaustão. Significa para mim aquilo que a sociedade define como "normal" e que nem sempre é aquilo que somos, exactamente como a sociedade quer que sejamos. E por muito bonito que seja ouvirmos dizer que devemos ser nós mesmos, bem: isso tem muito que se lhe diga :(
    Abraço

    ResponderEliminar
  16. Marcus, tu já estás inscrito, depois diz-me o que achas dos últimos posts da página seguinte:
    http://for-all-of-us-reborned.blogspot.com/search?updated-max=2006-05-04T07%3A04%3A00%2B01%3A00&max-results=50

    Não comentes lá, por favor, se quiseres manda mail. Escrevi-os com a tua idade, há... 7 anos (ufff estou velho lol).

    Adiante, o Mundo, a meu ver é a sociedade. A tua revolta é realmente pelo que vês, mas lembra-te que a nossa visão está sempre um pouco limitada.
    A definição de normal não vem em nenhuma legislação, código penal etc. As pessoas, cada uma por si, tendem a procurar nas outras referencias com que se identifiquem. Essa acabará por ser a sua definição pessoal de normal.

    Assim, o meu normal não será o mesmo que o teu, nem que o dos teus pais, por exemplo. Assim, ninguém é normal. xD

    Confuso? Não é muito... O que é que te impede de seres tu mesmo?
    A sociedade?

    Se precisares de alguma coisa manda-me algum mail.

    ResponderEliminar
  17. É mesmo melhor falarmos por e-mails. É para os outros ficarem com ciumes e cheios de curiosidade sobre o que falámos LOOOL.

    ResponderEliminar
  18. Olá
    gostei muito do texto; apenas fiquei com uma dúvida: a relação com a foto é tão intensa que das duas, uma - ou te inspiraste na foto (maravilhosa) para construir um texto que já tinhas imaginado na tua mente, ou foi fabuloso ter encontrado uma foto que complementasse tão bem o texto.

    ResponderEliminar
  19. Pinguim: Eu já tinha decidido escrever um texto relacionado comigo e a sociedade, só não sabia como o ia fazer exactamente. Então vi numa pasta de imagens que tenho para o blog, esta imagem do espantalho, a árvore e os corvos, e o céu que dá uma sensação de tristeza. Depois de pensar nas comparações e metáforas que para mim ficaram tal como eu desejava, apenas foi preciso passar para o word o que tinha em mente. E voilá. :D
    Obrigado, Abraço :P

    ResponderEliminar
  20. Muito obrigada (:
    E olha vou ter mesmo de te responder ao comentário que me fizeste.
    Tal como no meu post diz, ela pensava que ele a amava porque ela até o dizia... mas nem sempre as palavras que dizemos são ditas com sentimento, as vezes os nossos actos falam mais alto, e nós estamos tão cegos de amor, que nem percebemos a realidade. E com isto eu quero dizer que, se ela te faz essas coisas, também não deverá ter muita consideração por ti. Porque tal como diz no meu post : quem ama, cuida...

    ResponderEliminar
  21. obrigada pelo comentário :p
    vou seguir o teu também *

    ResponderEliminar
  22. Sim, eu compreendo, acredita !
    Mas é assim, se a vida dela também é assim difícil, ela devia apoiar - se em ti, na pessoa que diz de quem gosta, e não tratá - la mal. Porque quem sabe se ela apoiar - se em ti as coisas não se tornam mais fáceis ? Às vezes termos um sorriso, e uma pessoa que nos ama por perto, já é muito bom.
    Sim, devias mostrar - lhe que a atitude dela não é certa, e se ela sofre, tu tmbm sofres, mas porque amas, e ninguém deveria sofrer por amar Marcus.

    ResponderEliminar
  23. Não te preocupes eu estou aqui para ouvir !
    É assim, acredita eu já passei isso com um rapaz. e ele tmbm estava sempre a acabar cmgo e a começar e eu amava - o mesmo muito. Amei - o durante dois anos, e só depois é que ele se apercebeu. E ele tinha os comportamentos que a pessoa de quem tu gostas tem, e eu pensava da mesma forma que tu. Que nunca o iria esquecer, e me ia arrepender, mas ouve uma vez em que ele agarrou - se mesmo em mim, e amou - me mesmo, e aí quem acabou fui eu. Porque durante esse tempo eu tive a mentalizar - me da realidade e ele ficou completamente mal e eu só lhe disse : Agora já sentes o que eu senti à tempos atrás, durante ene vezes !
    E é assim, despreza - a um bocado, porque ela se calhar sabe que te tem na mão e abusa por causa disso..
    E olha agora estou novamente apaixonada por outra pessoa, uma coisa que não queria

    ResponderEliminar
  24. Ignora - a, é o melhor que farás... Ela sentirá isso e vais ver que, se te amar virá atrás de ti, se não vier é porque tu foste um parvo (dclpa a expressão) este tempo todo, e só amas - te tu neste jogo.
    Sim, essa música dá mesmo muito que pensar. Mas se repares ela ensina muito !
    A tua força está dentro de ti, tu é que a tens de encontrar. Porque todos nós temos força para tudo. E NINGUÉM tem o direito de te fazer sofrer, NINGUÉM Marcus.

    ResponderEliminar
  25. Não agradeças, eu estarei aqui sempre para ouvir. Porque de uma forma ou de outra eu sei o que isso é, e tmbm o sinto... mais do que queria, e escreve ! Escrever faz bem (:
    Pensa em tudo o que te disse, verás que tenho razão, e digo - te isto, porque tenho experiência nessa área... Força Marcus !

    ResponderEliminar
  26. Óh nada disso (:
    Simplesmente gostava que também me dissessem o mesmo se estivesse agora a passar por isso. Sei muito bem , que muitas vezes a falta de palavras é o que nos destrói... e também depois de tudo o que me disseste nao poderia ficar indiferente. Se ela ama - te nao te faça sofrer, porque tu és uma pessoa como ela, e se fosse ao contrário provavelmente ela nao gostaria... Tens de ser forte, e lutar com ela ou sem ela, porque so tu poderás lutar pela tua felicidade (:

    ResponderEliminar
  27. Obrigada eu Marcus.
    Estarei sempre aqui... Se algo correr mal, se fores abaixo, não hesites !

    ResponderEliminar
  28. Acho que não existe ninguém nesse mundo que seja inútil, cada pessoa serve pra alguma coisa! rs

    Bela história!


    bjos

    ResponderEliminar
  29. Mas infelizmente alguns de nós sao mais uteis que outros. Fazendo dos menos uteis: dispensáveis :(

    ResponderEliminar
  30. detesto essa ideia de "o que a sociedade me impos".. assim acho que nunca conseguimos ir a lado nenhum..
    great blog..
    :)

    ResponderEliminar
  31. Obrugado =P
    É a verdade, muitas vezes sentimos as nossas acçoes condicionadas pelo que a sociedade acha normal ou não. Como se algo que exista fosse normal lol.

    ResponderEliminar
  32. Post novo la no blog! Depois passa la! bjs

    ResponderEliminar
  33. de nada, está a evoluir bem o blog (:

    ResponderEliminar
  34. muito obrigada :$
    também gostei muito do teu blog e vou seguir, com toda a certeza :D

    ResponderEliminar
  35. seguirei o teu , !
    desculpa só ter respondido agora mas estava de férias.

    ResponderEliminar
  36. Muito obrigada (:
    Mas é diferente, porque tu não tomas as tuas decisões, deixas ela tomar as tuas, mas eu não, eu tento acabar com o que me faz mal, e luto pela minha felicidade ao lado dele, e tu tens de fazer o mesmo. Acredita (:

    ResponderEliminar

É necessário dizer que quero muito que comentes? Ok, eu quero muito que comentes os meus textos :D.
Obrigado pelo teu comentário.