sábado, 28 de agosto de 2010

Acabou!

Quantos de nós já ouvimos a expressão “Não mexes uma palha”? Aposto que todos, ou pelo menos, a maioria de nós. E todos, ou pelo menos, eu tenho a noção de como esta expressão pode ser usada de forma tão injusta. E eu fui alvo dela, da pessoa que menos esperava. Sim, não me vou esquecer daquele dia em que me disseste que eu nunca mexi uma palha por ti. Isso magoou-me de uma forma devastadora. Porque muito pouca gente me pode acusar disso, e tu eras sem dúvida a última pessoa dessa lista.
Devias ter tido em consideração o tempo que aguentei por ti, devias lembrar-te que (também por ti) contei muitos dos meus segredos, por ti discuti inúmeras vezes com os meus pais para que me deixassem ir ter contigo, por ti eu aguentei as imensas vezes que me magoaste ou desiludiste, por ti eu escrevo muitos dos textos que se vêem e ainda se verão neste blog. Os restantes namorados que tiveste, algum deles fez alguma destas coisas por ti? Espera, Não! Mas e em troca?
Magoaste-me pelo menos 3 vezes, fingiste ser a tua mãe a falar comigo dizendo que irias para Lisboa para casa do teu pai onde eu perderia todo o contacto contigo, algumas vezes me deixaste plantado esperando os teus telefonemas ou SMS, várias vezes me mentiste, um dia que precisei de falar contigo disseste que não podias falar porque estavas a brincar com o telemóvel novo e sofri sozinho, deixaste de me tratar com o mínimo de carinho ou ternura. Sempre te limitaste a assistir e a tomar o meu esforço por nós como se fosse teu, não houve uma única vez que fosses tu a resolver as coisas entre nós, ages como se fosses tu um troféu mas digo-te, tu perdes mais que eu. Acusaste-me de ser um manipulador emocional mas, para a minha sanidade mental eu devo acreditar que na verdade te referias a ti quando falaste de manipulação emocional: foste tu quem várias noites se despediu de mim com um “não sei se passo desta noite”, ficavas offline e eu não conseguia dormir porque tinha medo das tuas loucuras, tu tentas virar o jogo ao contrário quando acabo contigo, dizes que se gostasse assim tanto de ti que aguentaria as tuas fases e perdoar-te-ia. Mas baby, e se tu gostasses realmente de mim fazias-me todas as coisas anteriormente referidas neste post? Ao fim de 4 meses de tudo isto, eu tentei uma última vez.
Cheguei a casa e tentei falar contigo sobre nós, pedi-te 10 minutos de atenção para resolvermos as coisas de uma vez por todas. Disseste que querias ir dormir, e eu pedi-te 10 minutos da tua atenção. Falei pouco mais de 2 frases às quais tu comentaste algo tão simples como “oh hum”, eu pedi que te deixasses desse tipo de respostas e falasses como deve ser porque a conversa era séria. Tu disseste que a vida não é séria. Eu disse que a conversa era séria e pedi que te deixasses de coisas, se falássemos a sério bastavam 10 minutos para resolvermos as coisas. Mas novamente tu disseste que querias ir dormir. Disseste que não te deixavas de coisas, que querias dormir e “estávamos conversados”. Ao olhar para a tua arrogância desisti de uma vez por todas, eu disse ok, desejei-te uma boa noite e nada mais disse. Ficaste offline e eu decidi. Entre nós tudo acabou, e terias sabido mais cedo se tivesses perdido a merda de 10 minutos a falar comigo.
Tal como todos sempre me avisaram, tu não me mereces, a tua maturidade não é ainda suficiente para uma relação séria, e muito menos à distância. Eu mereço melhor do que a forma como me tratas. Os teus “não sei se passo desta noite” e os teus “se gostasses de mim aguentavas” não vão mais ser capazes de me afectar. Isto porque aqui quem faz manipulação emocional és tu, és tu quem não me merece, és tu quem me tratou de uma forma que nem o meu cão trata. Foste tu quem não me deu mais que a porcaria de simples migalhas de atenção. E foste tu quem na verdade não mexeu uma palha por mim. 
Então, ao contrário do que dizes, eu não mexi por ti uma palha nem um fardo de palha, sabes? MEXI TODO O PALHEIRO, e tu não merecias mesmo nem a miséria de uma palha. Ficas apenas aqui com o aviso:
Um dia vais perceber que o “nada” que fiz, é TUDO o que nunca ninguém fará por ti. 

Amo-te baby! @


17 comentários:

  1. Percebo-te tão bem. Comigo foi igual. O tudo é sempre um nada para o outro. mas só nós sabemos o quanto nos custa. e o quanto fazemos e nem lhes revelamos. adorei, adorei, adorei

    ResponderEliminar
  2. Espero que desta vez, seja verdade tudo o que dizes e juras.

    ResponderEliminar
  3. oh.. há pessoas que simplesmente não merecem, qualquer esforço..
    que falam coisas da boca para fora, sem pensar... e que depois se arrependem, mas quando o fazem já é tarde de mais... :S
    um dia ela vai perceber o que perdeu...
    beijnho*
    adorei*

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente me fartei de ser tratado assim, mereço melhor. Se eu a fizesse passar por um terço do k me fez passar a mim ela ja me tinha deixado há seculos, eu como estava cego e apaixonado suportei imenso tempo. Mas já percebi que há uma coisa k n podemos perder nunca, o amor proprio.
    Ela teve várias oportunidades de me aproveitar, se nao o fez, nao sou eu certamente quem perde mais. Eu ganhei e ela perdeu, agora sinto-me tão leve :S

    ResponderEliminar
  5. bem que texto fortissimo.. mas com grande sentimento :/

    há pessoas que simplesmente pensam que o mundo gira á sua volta... e os outros é que teem dee se mexerem para elas serem felizes
    ainda bem que entendeste que TU nao eras feliz assim e tiveste coragem para enfrentar e superar isso pondo um ponto final

    parabens pela coragem :)

    bjnhos
    Soraia

    ResponderEliminar
  6. eu digo o mesmo que a mica, dioguito. :*

    ResponderEliminar
  7. Estas situações são demasiado pessoais para emitir pareceres.
    Apenas te digo que "por morrer uma andorinha, não acaba a Primavera"...

    ResponderEliminar
  8. Nunca te esqueças de uma coisa, nestte e em qualquer ourtro relacionamento. se não quiseres ouvir um "fizeste porque quiseste" ou "não te pedi nada" então tenta pensar senpre em ti e no teu bem estar porque os outros, nas alturas menos boas, raramente reconhecem o que lhes é feito. há essa tendência e, por muito que nos magooe, irá sempre acontecer... acredita!
    desejo-te a maior força, porque ha-des precisar dela... mas nao te deixes ir abaixo

    ResponderEliminar
  9. Acho que já todos ouvimos isso. e doi tanto, estilhaça por completo o nosso coração. não deixes que isso mude aquilo que está lá dentro.

    ResponderEliminar
  10. A imagem é para simbolizar o quão burro eu fui por me sbmeter à forma como ela me tratou estes meses. :')

    ResponderEliminar
  11. espero que esse coração consiga renascer com todo o amor do mundo depois destas palavras de ódio. compreendo a tua situação, mas espero, sinceramente,que fiques bem.
    um abraço de força

    ResponderEliminar
  12. Com o tempo pode ser que esqueça. Mas não vai ser muito fácil. :(

    ResponderEliminar
  13. Adorei o texto, tambem ja me senti assim mas por outras razoes

    ResponderEliminar

É necessário dizer que quero muito que comentes? Ok, eu quero muito que comentes os meus textos :D.
Obrigado pelo teu comentário.